quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Nós?




Ok, ok eu e você ainda não somos nós. Quem sabe se um dia iremos ser, mas sei lá, me deu vontade de um texto feliz. E você... bom você é quem eu chamo de amor agora né? Não que eu seja seu amor mesmo, ou que você seja meu verdadeiro amor, mas iremos nos casar um dia! Você me pediu em casamento, e eu aceitei. Eu te pedi em casamento e você aceitou! Como você pode ser tão louco? Como eu posso imaginar um futuro aonde havia insegurança? Você é meu amigo? Se sim, faz tão pouco tempo, porém aqui estou eu, pensando em nosso apartamento, nós dois cozinhando juntos, nosso namoro eterno e liberal... Será? Eu sou uma chata que não consigo me liberar, sou incapaz de me jogar numa amizade tão nova, alguns meses e você me conquista. Eu não sei do seu passado, você não sabe do meu, mas aqui estamos nós. Como eu posso me permitir, como posso me jogar com você no nada? Do nada? Você me parece um cara tão maravilhoso e te ver mal me angustia, preciso te abraçar, eu não sei. Acho que nada com você faz muito sentindo e me pergunto se deveria fazer, porém me lembro que não, nada faz sentindo, você é tão bom pra mim. E não se sinta mal se eu não te chamar de perfeito ou maravilhoso amor. Porque o perfeito é irreal, e o maravilhoso dura muito pouco, é lúdico e eu quero que você seja real, que seja meu. Você já é meu, e eu te amo assim. Eu e você... será que é Nós?

By: Meg

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Então





   E então ele pegou ela pela mão, nada mais havia além de caos, as pessoas estavam condenadas, porém ali estava ele que mau podeira haver? Ninguém ali reparou nos dois, preocupados com seus próprios problemas e sonhos perdidos, ela então o olhou, finalmente e pela primeira vez completamente, tentava guardar dele cada pedaço mesmo aquele imperceptível aquela ruga no sorriso, aqueles dentes lindos, todos os contornos, pra depois desenhar, mesmo sabendo que nunca conseguiria, ela tentou quanto tempo seus olhos deixaram, até eles se encherem de lagrimas, ela então se agarrou a ele e ele a ela, o perfume dele, ah o perfume dele! Misturado ao dela era o melhor perfume do mundo, eles choravam alto agarrados em meio a todos e a ninguém, era tudo que ela sempre quis, a única coisa que ela sempre quis: ele. Ela tinha medo de ele não a querer, mas ele estava ali, ele a queria, raramente ela pensava que ele não a queria, pensava mesmo era que não estavam juntos, mas depois de tanto tempo, chegou o dia ( que ela sempre soube que chegaria) ali estavam eles abraçados se amando. 
   Era um amor tão delicado, tão puro, tão simples e cheio... Cheio de amor, a pergunta era o por que de estarem separados? Porque não podiam ficar juntos como antes, sim isso doía Então ele a olhou como ela o olhava, ele chorava como ela chorava, não se sabe o que pensava, mas soube-se que se amavam, ele os separou, depois de um longo beijo e se olharam, sabiam o que viria, sabiam o que aconteceria, e então ele partiu, levantou suas belas asas brancas e voou, ela o olhou enquanto o sol a cegava, porém isso não importava, ela o olhou até ele sumir, e cega pelo sol, pelas lágrimas, pelo amor e pela dor ela chorou, ali se deixou, sentada, deitada, de pé, ao relento sabendo que ele a olhava. 
   E então ela se foi, para o meio do caos, foi ser apenas mais uma, sem rumo, com sonhos perdidos, foi ser uma humana enquanto seu sonho a guiava, a olhava, a guardava. E então eles choravam.

By: Ela

Desgastada




  Cansaço me descreve muito bem, descreve o que eu sinto ao te ajudar, eu não consigo segurar nem a mim mesma, como vou te erguer? E mais, sei que minha amiga vai precisar de todo o meu coração, ela vai precisar de mim e eu quero ser apenas dela, mas vocês me sugam... Não é que eu não queria ajudar vocês ou que não os ame, mas no momento eu não estou muito bem, e ajudar os outros não está diminuindo minha dor. Não é como se eu fosse me curar, e nem como se vocês realmente se importassem. Quem sabe o único que vá ler isso, vá se sentir magoado, mas talvez o único que leia isso seja o único que eu não queira magoar, talvez seja o único a quem eu realmente não me importo em ajudar. 
   Estou tão cansada, me sinto tão enjoada, e já sei que esse enjoo é de mim mesma. Não sou capaz de me suportar e não estou suportando ser tão melosa com ele, todos esses problemas, nenhum deles é meu! E mesmo assim aqui estou eu, com um celular na mão respondendo as suas dores... Isso me sufoca, me mata, porém já morta estou, poderia eu morrer mais uma vez? Quantas vezes eu conseguiria? Aqui estou eu de novo nesse assunto, porém hoje a culpa é de vocês... Deixem-me acreditar nisso, até eu lembrar que a culpa sempre será minha, se não por tudo, por pensar que não é.
   Eu não sei o que fazer por você, você não fez nada, mas não posso te ajudar e isso me desgasta...


By: Meg

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

De novo



Depois de tudo aqui continuo eu... Que no fundo ainda é aquela menininha encolhida em quarto escuro no qual você me achou. Talvez eu ainda continue a mesma perdendo minhas noites tentando não pensar no que perdi, ou no que eu poderia ter ganhado, é um pouco tarde e eu não consigo acreditar que não me lembro com perfeição do seu rosto, meu telefone está tocando e não é seu nome na tela, é o nome de outro, de outros que passam e não se comparam com você. Talvez fosse mais fácil me afogar nas minhas próprias lágrimas, e quem sabe assim eu não causasse problemas, quem sabe assim eu voltasse a te ver. Mas aqui estou eu de novo falando de morte quando tudo que eu tenho e tudo o que eu consigo ter é esperança de um futuro calmo, porém sem você. Os problemas que eu estou causando são frutos de uma tragédia, uma tragédia chamada Megan, e eu não consigo pará-los, estou quebrando corações e futuros, quando na verdade eu deveria estar ajudando a todos, eu deveria juntar amores ao invés de destruí-los, devia incentivar minhas amigas ao invés de destruir minhas conhecidas, mas eu estou fazendo tudo errado, por não estar do seu lado, presa num passado, querendo fugir do presente, pra um futuro triste e perigoso, andar sem você para me segurar está sendo difícil e acho que nunca vou conseguir, cometendo erros o tempo todo, não consigo me lembrar de você, porém não consigo te esquecer é quase insuportável a sua memória, e aqui estou eu te escrevendo, no meio da noite, perdendo mais uma vez o sono, chorando por você...


By: Sua e somente sua.