segunda-feira, 19 de junho de 2017

Sobre o passado




Bom, qualquer um capaz de abrir minhas postagens de 2010 pode ver que eu amei, eu sofri, eu chorei e o perdi drasticamente, por um momento eu acreditei que jamais fosse me apaixonar até encontrar ele e então podia jurar que nunca amaria alguém mais do que o amava e quando as coisas ficaram ruins é até engraçado de lembrar o quão estranho tudo ficou... e então ele se foi da pior maneira, em uma passagem de Narnia eu li que somente que já chorou até não haver mais lágrimas, quem chorou até dormir sabe como é, e eu sei como é, por muitas e muitas noites acreditando que jamais conseguiria respirar novamente, achei que morreria de tanto chorar, acreditava que jamais amaria alguém o quanto o amara e que nada jamais faria sentido novamente, o buraco que você deixou meu amigo foi a pior dor que já senti, foi o 10 que a Hazel descreve em a culpa é das estrelas e eu nem estava guardando ele quando ele chegou, 
Senti como se tivesse perdido uma parte de mim, mais do que um braço ou uma mão, eu perdi meu coração naquela noite e ele me abandonou em minha cama, sangrando por dentro, pelo buraco que deixou, toda parte ruim esquecida e assombrada pelas memórias boas deixadas de presente, demorou muito pra me recompor, para que eu entendesse que nem você desejava isso, não queria que acabassem assim, quantas vezes brigamos, discutimos, quantas vezes você foi capaz de me fazer chorar, você me deixou porque precisava ser assim, mesmo sendo com tanta violência e quantas vezes eu ignorei tudo o que você falava, quantas vezes eu disse não ao fato de que você sempre tinha razão, de que sempre estava certo; achei que jamais sairia da cama, achei que morreria sabendo que só existiu você e então da onde quer que estivesse você também perceberia que sempre foi você, de que eu estava finalmente certa e você enganado... Isso de certo modo é divertido, meu amigo eu me lembro da perfeição e das coisas que queríamos, me lembro das brigas e de como as resolvíamos, mas nós estávamos destinados a dizer adeus mesmo lutando muito contra a maré nunca teria funcionado, não queria que tivemos nos machucados e sei que você veio para me proteger e ajudar e não machucar, eu sei que não importa nada disso ou que caminhos tomamos e entendo que alguém tinha que partir, você sabe o quanto eu te amei e também entendo o porque você partiu, nem mesmo a perfeição poderia nos manter, nós vimos o erro desde o começo e como um meteoro brilhou e destruiu tudo em seu caminho, talvez como um furacão, mas que no fim colocou tudo em ordem
Hoje meu travesseiro está permanentemente manchado e a fronha eu rasguei com tantas lagrimas e tive que jogar fora, mas esta tudo bem, estamos bem e eu sei disso, é engraçado que meu amor por esse meteoro loiro jamais vai sumir só que agora eu o tenho no lugar certo, eu sinto que ele não me abandonou, que ainda está sempre do meu lado, sorrindo com as minhas conquistas e orgulhoso de mim, feliz porque estou aproveitando a vida, sei que também vê o que eu vejo, a vida é boa e eu estou viva, eu estou apaixonada e não há culpa nisso, era o que você queria e novamente estava certo.
Era o que ele queria, eu sei que está tudo bem.

" I want you to move on so I'm already gone"

- M. Monteiro

Nenhum comentário: