quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Os "Porquês" que eu juro que tentei evitar



    

     Ultimamente eu tenho percebido coisas que me recusei a perceber desde que as descobri... Como a vida pode ser solitária, como ela é realmente solitária, mas nos recusamos a enxergá-la assim, como dizemos sempre ter amigos quando na verdade ninguém sabe das suas lágrimas de noite... Bom eu realmente tenho que aceitar este fato... Eu estou sozinha. Me sinto sozinha quando estou com meus pais, me sinto sozinha com minhas amigas... E bom, são só eles que eu tenho. Os amigos mais distantes estão distantes demais pra fazer parte dessa equação, mesmo porque eles também nunca estão aqui, eles também não sabem das minhas lágrimas de noite, os amigos daqui que são bons também são distantes, mesmo estando perto, o que faz das minhas lágrimas uma não prioridade, se isso existir, e aquelas que realmente deveria se importar comigo... Bom essas eu não confio mais, elas também parecem não confiar muito em mim, o que me faz perguntar até onde vai a amizade? Porque eu sempre sonhei com amizades como as dos filmes, e já cheguei a acreditar que elas não existiam, e talvez eu estivesse certa, apenas esqueci. Será que o problema está em mim? Será que sou tão insuportável assim? E por que eu estou tão magoada, se eu não tenho o direito de cobrar nada de ninguém? 
   São tantas perguntas que me sinto confusa, sozinha, magoada, sim estou, estou porque acredito na amizade, acredito na honestidade, acredito nos simples atos de bravura de se levantar em defesa de outro, então... Isso faz de mim uma tola? Estou cansada de me esconder atrás de uma imagem de forte apenas pra me defender desse mundo horrível e nojento que depreda todo tipo de alegria, amor ou pureza. Estou cansada de me sentir sozinha entre os meus "amigos", eu só queria amigos que fossem honestos, leais, amigos que me entendessem e que pudessem se abrir comigo, mas a única coisa que vejo é a única coisa que aprendo com essas pessoas: "Proteja-se, não se deixe vulnerável, não se abra com ninguém" E isso é o que eu não quero, não quero fazer parte de um mundo assim. Eu preferiria morrer a deixar essa amizade dentro de mim morrer, por mais que insistam em matá-la, eu não sou uma má pessoa, não sou uma pessoa horrível que não merece ninguém no mundo... Ou talvez eu seja, o fato é que eu só quero uma vez me sentir segura, me sentir amada... Por que é tão difícil? Por que é tão difícil pras pessoas amarem de verdade, amarem com o coração, não com a cabeça ou com o corpo, amar amor de verdade?