quinta-feira, 31 de março de 2016

Feche o livro no final.



Eu acredito que livros são como a vida e a vida é como os livros, e encaro a minha vida como um livro ou uma coletânea, pois o primeiro livro acaba agora. Escrevo isso alguns dias antes e não sei qual vai ser a resposta, mas eu apliquei para Harvard e a resposta esta saindo neste exato momento e eu sinto medo, um puro e honesto medo, porque qualquer que seja a resposta este livro foi escrito, foi o primeiro livro da minha coleção e foi perfeitamente escrito, a menina comum que descobre a vida, que se sente perdida e então se encontra, defende seu mundo novo que no caso sou eu própria, há guerras há morte eu me lembro quando estava no meio da guerra e agora está no fim, não é um capitulo que e fecha, mas um livro todo que vai ter continuação, eu lutei e agora espero meu veredito, minha sentença, se conquistar ou não essa será apenas a primeira parte, mas será e ela irá embora, tudo que sei que fui até hoje será um livro fechado e outro começará, eu tenho medo, panico, pavor e seria uma tola se não tivesse porque deixo tudo que sou para descobrir o que serei. A vida que tive na escola, os dias ralados, as batalhas que travei, as perdas e ganhos que levo comigo tudo isso será passado, mesmo que muito permaneça o que eu vivi já se foi e minha vida mudara pra sempre, e não digo apenas de morar fora de casa, como já estou mais ou menos morando, ou sobre morar em outro pais isso se trata de nunca mais morar na casa dos meus pais, se trata de ser independente seguindo por um caminho sem volta, abandonando minha criança e minha adolescente e me tornando adulta permanentemente, eu talvez não esteja pronta e talvez não tenha como estar mais pronta que isso, tudo vai mudar, mesmo que eu volte a casa dos meus pais mesmo que sempre meu lar será cada vez mais a passeio, eu logo terei minha casa e meu trabalho, eu pagarei minhas contas e serei a guerreira que sempre soube que me tornaria, mas eu tenho medo, eu não sei ser uma guerreira, eu não sei ser adulta, eu não sinto que me encaixo no que eu fui e estou com medo do que vou ser, eu sei que é normal e eu devo seguir este caminho eu vou, mas saber que dia 31 de março encerrará meu primeiro livro, a primeira parte inteira da minha vida 18 anos de livro é muito difícil, é quase impossível de suportar o medo é tão grande que minha cabeça não me deixa pensar nele, ela me diz que tudo está planejado e que a vida é assim mesmo e eu confio nela, mas... Deixarei de ser tudo que conheço e mesmo amarrada a cipós me atirarei no abismo desconhecido sem saber aonde é o fundo. 


Megan Monteiro

segunda-feira, 28 de março de 2016

Liberdade Viciosa


acredito que todos procurem algo, algo que lhes prove algo, procuram magia, procuram o supersticioso a todo momento, seja o amor, o orgasmo, a adrenalina, as drogas e o álcool há sempre um jeito e há sempre algo que nos faz reconfortar a necessidade de algo a mais e acredito que tenha achado a minha, o que faz o mundo mais magico para mim, é a mudança é o novo e o desconhecido, é o medo e vejo agora que não há frase melhor do que "o medo move as pessoas" meu pai em uma conversa comigo me disse que esse é o modo mais pratico de guiar o rebanho de humanos na terra, mas eu acredito que seja tão mais que isso, o medo da hora de mudar é o meu frio na barriga, é o que me faz sentir cada célula do meu corpo, é o que me deixa acordada, é o que me faz ir em frente. O medo é a leveza do novo século, e creio que é necessário pensar muito sobre isso e talvez eu não me expresse muito bem, mas o que eu procuro dizer é que aquele momento, aquele momento em que a sua vida vira de ponta cabeça, aquele momento que algo bom revira você é pra mim o momento em que sinto minhas células, em que sinto o a gravidade e o giro da terra, é ai que percebo cada milésimo de segundo da passagem do tempo e isso é lindo, é como se eu visse o mundo como ele é sem olhar através do que meus olhos podem assimilar, eu sinto e vejo a magia que nos constrói que se torna banal no dia a dia. E isso talvez explique o porque eu gosto tanto de livros de ficção, eu inconscientemente amo o momento em que o mundo do personagem muda, amo quando descobrem que fazem parte de algo, amo quando insistem em dizer "mas... Eu sou Harry, só Harry" e isso não é verdade, mas até aquele ponto ele achava que era tudo que era e sempre seria, e então em um minuto ele atravessa as portas arrancadas das dobradiças e muda tudo, é aquele momento, o momento que uma menina ruiva mata um demônio com uma lamina de anjo ou um garoto problemático age sem pensar para se ver livre de um bicho metade homem metade touro, são ai que as coisas mudam, quando uma menina se voluntaria no lugar da irmã, são as decisões que nos fizeram, são as decisões que nós fizemos, e o frio na barriga, o medo do que vai ser, do desconfortável, fora da zona de conforto, o desconhecido é disso que gosto, melhor que qualquer alucinógeno ou qualquer falta de controle por álcool, é a realidade não captada pela percepção comum, assim como os aventureiros buscam atividades radicais atrás de adrenalina eu procuro o frio na barriga de enfrentar a vida, por que quando eu a enfrento de frente, eu juro, sou infinita.

Megan Monteiro

terça-feira, 22 de março de 2016

Este amor é nosso




É estranho pensar que já fazem dois anos, dois anos desde que você usou minha distração contra mim com uma pergunta simples você me enrolou, eu acho que gosto de pessoas que chegam assim na minha vida como você com o seu "posso te fazer uma pergunta?" "claro, o que? - eu perguntei preocupada" "namora comigo?" foi tão bonito e mesmo que você não goste eu digo que foi fofo, porque aquilo significou mais do que você entenderia e então eu penso que daquele dia até hoje já se passaram dois anos, e aqui está você, você que é de verdade e que não é perfeito, você ficou, e olha não foi fácil, porque eu não sou fácil, sou teimosa, sou implicante e sem graça não gostamos de quase nada em comum, mas aqui está você. Pra mim foi tao difícil amar alguém, alguém feito de carne osso defeitos e qualidades, eu não achei que fosse capaz e acreditei que tudo acabava quando o amor acabava, mas não, meu amor por você cresce a cada dia, é como se você fosse somente meu e eu somente sua, quem olha de fora pode não entender como eu penso em moramos em um apartamento alto e como você quer ter um pug que nós dois nomeamos de Tobias Roberto, nós dois vamos fazendo planos bem devagar e eu sei que esse é o nosso jeito, mesmo porque ainda não concordamos em muitas coisas e eu quero seguir o sonho de ir para Harvard, mas você é a quem entrego meu amor incondicional e eu jamais serei capaz de parar de te amar e acredito que é pra ser assim mesmo, quando me permito sonhar nos vejo em um apartamento e felizes, porque as vezes eu me permito sim, sei que a gente já brigou, que eu te magoei e você me magoou, mas creio que isso tudo faz parte e sei que ainda tem muito pelo caminho, eu só peço que não desista da pessoa difícil que eu sou, que seja sempre sincero e não se entedie comigo mesmo as vezes sendo incontrolável, peço que continue do jeitinho que você é porque sou completamente perdida por seu jeito.
Você é a alegria que espanta a minha depressão, é com você que eu posso comentar sobre tudo, sobre mim, meu corpo, você me faz acreditar que sou bonita quando não me sinto assim, sinto seu amor a todo instante aonde quer que eu esteja, eu te amo e amo seu senso de justiça e sensatez, você sabe o que é certo e que regras vamos quebrar, você me completa e não completa, você me apoia e encoraja e quando te pergunto "e se eu cair?" ao invés de dizer "eu te seguro" como todo bom príncipe encantado você me diz "você levanta" e isso é tão melhor, porque você acredita em mim, acredita que sou forte quando não me sinto assim, você me faz lembrar de partes de mim que muitas vezes eu esqueço completamente, você é muito melhor que um príncipe perfeito, você é real, você é meu amigo, me faz rir, me faz suspirar e foi apenas com você que senti minhas mãos suarem e a barriga tremer, só com você senti a falta de ar, você me incentiva a acreditar em mim mesma e não há nada que te faça mais especial do que o fato de que você é, em todas as maneiras, completamente você mesmo.

- Megan