quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Ano Novo



Esse ano foi bem louco, corrido, cheio de novidade, medos, rolos, um dos últimos anos de minha adolescência em sua essência daqueles anos de festas, loucuras, risadas e uma certeza de que tudo esta bem, e de que o meu mundo vai acabar, de chorar choros dramáticos derramando rímel no banheiro de festa, das festas com brilho e plumas num mundo colorido e tão distante. Foi um ano bom de amor, um ano de risadas e amigos, um ano de deixar pra trás o que pertence ao passado e de levar na lembrança boa o que doía o coração. E ai vem um novo ano, uma passagem de quarta pra quinta-feira, na escola isso significava que o final de semana se aproximava agora rápido e final de semana era sinônimo de felicidade, então tomara que esse seja um ano daqueles, que se aproximam ainda mais da felicidade das coisas boas e tomara que as portas que se abrem e me assustam tanto sejam caminhos maravilhosos que eu possa tomar. Eu  espero que a vida de você caros leitores sempre melhore, que vocês possam viver todas as coisas boas que a grande vida tem a nos oferecer e que esse ano seja uma quinta feira pra vocês, um ano de expectativas e realizações, de  grandes projetos e trabalhos, um ano de por os  pingos nos Is e que venha a nós o fim de semana a alegria e felicidade das conquistas e esperanças, eu desejo tudo de melhor a vocês, a nós! Obrigada por serem do jeito que são, feliz ano novo.


Da:  Escritora de sonhos.

Futuro




Eu me formei. É... Basicamente é disso que se trata o post, eu me formei depois de 14 anos na mesma escola, com 17 anos nas costas eles simplesmente me disseram que eu estava apta a continuar, que eu estava pronta e havia aprendido tudo que eles podiam me ensinar... Mas isso é uma grande mentira, porque eu nunca sairia preparada para Isso. Parece tudo tão simples! Você sai da escola já na faculdade e no começo do próximo ano você já está nos estudo novamente, procura um emprego e vai vivendo a sua vida sem perceber direito o que aconteceu, saudando o tempo de colégio e de vida fácil e de pouco em pouco vai perdendo contato com antigos amigos de sala, vai crescendo e no fim a vida mudou do nada, mas não está sendo assim pra mim. Meus professores eram como pais e mãe que eu fui obrigada a deixar, meus professores diziam que tudo bem não ir pra faculdade, eles diziam "siga seu coração", diziam que o mundo aqui fora era perigoso e maravilhoso e que eu devia ser forte, mas... Como eu farei isso sem eles? Como vou sobreviver sem a ajuda e o carinho deles?  Ir pra faculdade não é tão simples e eu já nem sei mais se eu quero isso...  Ir para o exterior estudar me assusta e põe em cheque as minhas capacidades. Eu tenho essas capacidades?  Eu já não sei mais, tudo que eu sabia fazer era ir pra escola, sentar na cadeira dura toda manhã, esperar ansiosamente o próximo ano e o cheiro de material escolar novo, gostava de ser a nerd, a que lia muito e de discutir sobre livros com meus amigos de sala, agora o que será de mim? Eu não posso voltar pro lugar seguro, eu estou no mundo, assustada e com medo do meu futuro e do que ele representa pra mim, eu não vou me deixar levar pela vida, ela não vai mudar gradualmente sem eu perceber, mas parece que resolveu mudar de uma hora pra outra... E isso... Bom... Está doendo bastante, eu  estou assustada, confusa, com medo. É eu me formei na melhor parte da minha vida e o mundo parece uma sala cheia de portas e possibilidades que me assustam e eu não sei como prosseguir sozinha.

Megan