segunda-feira, 21 de abril de 2014

Tortura



O mundo é torto... Ou talvez seja só a janela do meu quarto... Talvez a torta seja eu...

Confesso






   Talvez a vida sirva para nos pregar peças, eu confesso que mudar de opinião é muito difícil, dar o braço a torcer é complicado, mas quando você o faz é tão melhor... Talvez se as pessoas não fossem caçoar, se ninguém fosse dizer nada sobre você voltar atrás tudo seria mais fácil sabe? De qualquer modo eu voltei a trás e se alguém ainda lê isso merece saber que o amor é a maior ciência que já estudei e que ele é tão simples quanto a vida e que nós o complicamos tanto quando o fazemos com a vida. Não pensei que conseguiria, não depois de tudo, amar outra vez, mas eu o amo, amo como já amei, amo o modo como ele me toca, o modo com ele me olha e estou tão insegura novamente, me sinto com 13 anos, uma menininha e um cara mais velho sem saber se duraria, não posso dizer qual a diferença entre 13 e 17 mas sei que estou madura, sei que posso fazer isso dar certo, mesmo que o medo de perdê-lo, de fracassar e de me machucar ainda seja o mesmo, eu simplesmente ignoro isso quando estou com ele.
   Eu o amo como nunca mais achei que fosse amar e eu infelizmente tenho que admitir que o amor lhe prega peças e que nós voltamos a nos apaixonar intensamente, estou amando como amei meu primeiro amor, cujo o qual jamais vou esquecer, amo e quero gritar pro mundo que amo, e eu não deveria amar, eu deveria ser fiel ao meu primeiro grande amor, mas... Não posso mudar com as coisas são e eu preciso confessar que ele me faz querer viver como nunca quis, meus amigos tentaram, mas o que sinto pelo Meu Amor é tão forte, é como um sol no meio do dia nublado e chuvoso de Londres, é como uma risada gostosa depois de um choro compulsivo, aquela risada que te faz rir junto, o que sinto pelo Meu Amor é como querer ver o dia, é como querer levantar todos os dias e procurar coisas bonitas e sim ele me trouxe algo perdido e o que havia se quebrado, ele soube consertar como ninguém tinha o feito, ele trouxe a Escritora de Sonhos de volta, aquela que olha as coisas bonitas em volta a que admira o arco-íris, e a luz que entra pela fresta da janela torta com encantamento, meu castelo se reconstrói e meu príncipe, meu bravo Herói salvou a todos nós, meu ladrão soube roubar meu coração, e soube colorir tudo que estava cinza, branco ou preto.
   Ah amor, como você consegue ser tão engenhoso, como faz com que todos tenham segundas chances, como consegue ser tão doce e tão cruel, tão irresistível e tão escandaloso e calmo, como uma mãe, uma amante, ah amor como consegue fazer as pessoas serem felizes, como as pessoas podem precisar tanto de amor, parece tão frágil, mas és tão forte. Seja como for, eu estou amando mais uma vez, estou amando com cada célula do meu corpo, com os dois átrios e dois ventrículos, estou amando cada vez mais a cada minuto e havia me esquecido de como é bom achar que vai explodir de amor, não é como o meu primeiro amor é claro, há tantas diferenças na alma criada no meio, mas eu o amor com mesma intensidade, um amor diferente, mas amo e amar é sem duvida nenhuma como o sol, como risadas, como gritos de alegria, amar é viver.



By: Megan