quinta-feira, 27 de junho de 2013

Você não merece.




Você não merece nem minha raiva, não merece um post no meu blog, mas eu vou ter que escrever de tanta raiva, de tanta raiva centralizada, é como se você fosse apenas uma gota d'água porque eu não te amo, e você com certeza não me ama. Não estou brava pelo que vi, pelo que li, estou brava com a sua covardia, estou brava comigo mesma de ter me envolvido com alguém tão covarde! Estou brava por você ser um idiota, e até eu me acalmar vou imaginar mil e uma formas de te matar, matar a ela... Pobre coitada nem tem noção do canalha que você é. Você só quer alguém que entre em um relacionamento sério com você no facebook, você só que alguém bonitinha pra posar do seu lado nas fotos, mas é a mim que você me procura de noite não é? Quer saber agora você está me irritando e eu não preciso mais de você, acho que está na hora de eu te mandar embora da minha cama, já está na hora de você crescer ou você acha que duas décadas é pouco pra aprender, que com alguém como eu não se brinca? Você é um idiota, e seus amigos apoiam essas infantilidades! Vai perceber um dia que todos vão amadurecer e você vai ser a fruta podre, então por que não cortá-la do pé antes que dê problema? Me sinto bem qualificada pra cortar teu mal pela raiz, já provei e já vi que não serve pra nada. Você é só um idiota com um carro se achando legal, não faz ideia do que te chamam faz? Não estou brava com você, estou brava comigo de me colocar na sua lista, estou brava, mas vai passar, assim que eu acertar meu machado em você, ou acabar com a sua vida. O que eu conseguir primeiro, vai ver que não se meche com gente como eu, vai ver que não pode fazer o que quiser, por que a vida não gira entorno de você otário.


By: Megan

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Tia Meg apoia o Brasil!




Muitos me perguntaram o que pensava eu do meu país... bom eu já tive momentos em que perdi toda a esperança, mas eu vejo essa gente, gente como eu, jovens como eu, gritando como sempre quis gritar, e me envergonho de não ter ido antes a luta, mas eu entendo que estávamos sem esperança.
Se me perguntarem agora se eu acho que um gigante acordou? Não, não acho, mas acho que pode acordar. Minha esperança começa a crescer ao ver que não se luta apenas pelo que foi a gota d'água, acho até clichê dizer que não foi pelos vinte centavos, mas eu quero lutar pelo que eu acho que pode ser um lugar melhor. Quero livros mais em conta, quero que pessoas possam ter vidas justas, quero que nos reconheçam pela criatividade não pelos nossos corpos. Quero que todos do mundo olhem pro Brasil com seriedade. 
Então se me perguntarem se eu acredito que as coisas vão mudar, eu direi que não. Direi que elas podem mudar, que eu vou fazer a minha parte, que eu quero que todos façam suas partes, que eu espero que mudem, que eu tenho esperanças agora...


By: Meg