quinta-feira, 28 de junho de 2012

Viva sua vida



Então por um mero comentário você resolve se voltar contra mim, e leva um monte com você, mas sabe eu já passei por isso, e do modo ruim, e você não vai ter o que você quer, então me esqueça, por que parece que você não cresceu, não sei se você sabe, mas eu não ligo pra você, que vai passar tão rapidamente na minha vida, daqui alguns anos, eu não lembrarei nem seu rosto, e os comentários que você me dirigi não me ofendem, pois você não é ninguém para que eu leve em conta, você não é minha amiga, não é minha colega, nem alguém que respeite, é apenas mais um ser humano, com cara, cabeça e coração, igual a de tantos outros, eu apenas queria te tranquilizar que não estou nem um pouco afim de comprar briga, sei que é legal, mas estou um pouco cansada disso, e se você não se importar eu vou tocar a minha vida, sugiro que faça o mesmo, mas quem sou eu para te dizer o que fazer, não é mesmo? Sinto muito desapontá-la, mas vá viver a vida, porque a sua é curta, e estás perdendo tempo comigo, que também não deve ser ninguém pra você, agradeço pela distração passageira, mas agradeceria mais ainda se parasse de bancar a durona, patricinha fútil, que eu sei que você não é. És inteligente, bonita é legal, então pare de mostrar um jeito tolo comigo e vá ser legal com quem te quer.

By: Meg

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Consegue sentir?


Consegue sentir? O vento? Vê os animais? Consegue amar? Poucos conseguem, vejo você, você consegue se amar? Para amar alguém? Tente! Não é fácil, mas não desista, vai lá, eu sei que você consegue, não feche os olhos! Você não é fraca, um, dois, três, viva! Fique comigo só hoje, ame, sorria só mais uma vez, diga que pode, que consegue! Eu acredito em você, só mais uma vez levante e veja o que você ainda tem. Escute aqui você, sei que consegue se erguer, te conheço, não fique assim... Você é tão cheia de vida, vá, juntos vamos mudar, juntos conseguimos, por agora levante, por favor tente, não fique deprimida, já passou, agora levante, eu sei que você consegue, essa vez não é diferente, eu estou aqui sempre que precisar. Você precisa conseguir ficar, tente. Em todo caso de amor é assim, nunca vai mudar, mas uma coisa é certa: Depois do furacão vem o arco-ires, sei  que você consegue...

By: Megan

domingo, 17 de junho de 2012

Melissa



Andava nas ruas, tantas presas boas, mas Megan tinha me dado uma missão e eu amava tanto ela que ansiava por obedece-la, la estava ele, chegando em casa, completamente transtornado, por algum motivo que não me interessava, caminhei até ele, cheguei bem perto até ele se tocar que estava caminhando até ele.
- Com licença - disse com um sorriso amigável...

*** 
Eu sei que não tem como eu sair daqui agora, mas só de pensar que Random pode estar correndo perigo meu coração volta a bater, eu olhava pra porta descaradamente, mesmo porque se eu olhasse discretamente Megan ia perceber de qualquer modo.
- O que quer comigo? - perguntei, ela olhou-me espantada.
- Você invade meu apartamento, me agride e me faz esse tipo de pergunta? Faz tanto tempo que você me abandonou, em que tipo de pessoa se transformou Mel? - perguntou ela genuinamente verdadeira. A encarei descrente.
- Num monstro, como você me ensinou. - lhe cuspi as palavras, seus olhos ficaram em chamas por alguns segundos até voltarem ao normal frios e obscuros.
- Não lhe ensinei a ser um monstro, você era assim até como humana. Desprezível, tola, me obrigou a lhe morder, a cuidar de de ti, e depois me descartou como se eu não pudesse te matar, você nem ao menos soube que eu poderia não é? - Ela me olhou com um sorriso louco e eu fiquei com medo e raiva, ela estava certa, isso era irritante, o modo como ela dizia aquilo... como se eu fosse uma menininha tola.
- Acho que está na hora de você aprender uma coisa que nunca tive a oportunidade de te ensinar... De como  um vampiro pode sentir dor. - disse ela.

By: Meg

sábado, 2 de junho de 2012

Pouca gente sabe



Poucas pessoas sabem, que você fica me olhando, fica me encarando pelos cantos enquanto eu finjo que não te vejo. Poucas pessoas sabem, que você ainda toma conta de mim, e menos ainda sabe que quando eu choro desesperada eu rezo pra você, você vem, mas não me toca, não me aconchega, não diz que me ama. As bobagens normais me distraem, os trabalhos me mantém sã, minhas amigas me confortam, mas você está lá, é ridículo o modo como agimos, é ridículo tudo o que sentimos, sinto ódio de te amar, eles não passaram por isso, nenhum deles teve de aturar isso, então por quê eu? Pouca gente sabe que eu tenho você perto de mim, mesmo que eu não me dirija a você, mesmo que fiquemos longe um do outro isso não te impede de vir, e nem mesmo eu quero que se vá. Porque todos acham que é fácil: dê as costas, esqueça, vá em frente e abra mão do que você acha que tem, mas não tem! Não funciona assim, você não pode simplesmente dar as costas! Poucas pessoas sabem, na verdade eu acho que ninguém sabe, que você não é um sonho, minhas amigas acham que você é, mas... O que julgas real se não aquilo que pode ver? Eu fico perdida tentando acreditar que você não existe, quando você próprio está ali pra me enlouquecer. Como eu posso suportar, se você esta na minha cabeça, no meu coração e eu já estraguei a minha vida. Eu achei que uma hora eu pararia de chorar por você, achei que uma hora eu iria ver o como fui boba, mas sonhos não morrem dentro de nós eu sei disso.

By: Megan