terça-feira, 22 de maio de 2012

Filhos...




Hoje fizeram uma brincadeira comigo, uma brincadeira estranha, você poe o anel de seu dedo em uma corrente e o deixa levitar na palma da sua mão, segurando-o pela corrente, o modo como ele levitar é a quantidade de filhos que você terá, o modo como ele se sacudir mostrará o sexo dos bebês. Tenho que dizer que esse tipo de brincadeira nunca me causou nenhum sentimento, apenas risos, bom... Não causava, porque quando minha irmã fez essa brincadeira comigo, e eu vi o resultado eu não ri. Senti o terror se espalhar por mim com a ideia de futuro, com a ideia de filhos, eu fiquei assustada, com planos e assuntos nunca mais tocados por mim, senti certa dor no coração e certa raiva, dor no coração claro, pois meus filhos sempre serão eles e nada que ninguém diga irá mudar esse fato, e raiva por ver que destruí minha vida muito a fundo, de um modo irreversível. Naquele momento vi realmente tudo o que eu tinha feito a mim mesma, imagino algumas de minhas amigas lendo isso e imaginando como estou errada  A. com certeza pensaria algo do tipo, de qualquer modo sei um pouco do que sinto e sei do mal que me faço, as vezes quando me sinto irônica o suficiente eu começo a rir de mim mesma, mas a dor não tem graça, então me lembro que filhos nunca serão bem vindos, e isso me deprime, não só por meus pais que jubilam com pensamentos voltados pro futuro, mas deprime ao meu ser inteiro por ver como sou amargurada, mas como poderia eu ter filhos se nem mesmo um amor eu consigo suportar? Sei que seria impossível de amar aquele que poderia me dar os únicos a quem voltaria a amar, mas mesmo assim, talvez eu fosse me sentir uma estranha no meio de minha própria família e essa ideia me tortura, sei que aquela brincadeira desencadeou algumas coisas que devia estar morta...

By: Meg

domingo, 20 de maio de 2012

Frase da noite



Há em cada estudante um mundo encoberto, um almirante e um sol de outubro.

O que não mudou.


As pessoas crescem , os sentimentos mudam, o que era dor se renova, revelando alivio, o que era paixão perdida em lágrimas, se tornam corações vazios, o que era gelo, derrete frente a novas amizades, o que era falso hoje é sujo e o que era verdadeiro hoje é forte. O que nunca vi mudar foi a saudade que ainda dói no peito, forte como a primeira vez que senti, aumenta do nada apesar de se tornar gradativa com os anos. Saudade... O passar e repassar das boas lembranças.

By: Meg

Eu já sei disso



Temos muitos problemas no mundo, e eu sei que os meus não são os mais importantes, sem que chorar com uma musica pode ser a coisa mais patética do mundo, assim como chorar em filmes, por isso não tente me dizer como é patético o que eu venho fazendo, por que eu não preciso de alguém me dizendo que sou estupida, que sou patética, eu já sei disso. Sei que devia ir fazer algo de útil, mas você também não faz grande coisa, então não venha me apontar o dedo, não enquanto estiver amando, você diz que é diferente de certas pessoas que conhecemos, mas cá entre nós qual é a sua diferença? Você diz que se importa comigo, mas e se eu caísse morta? Você perderia o seu sono pensando em mim? Eu já sei que não, pois como os outros você continuaria vivendo, então não venha apontar esse seu dedo para mim, e me dizer que á tanta gente morrendo, tantas pessoas doentes, tantas mãe que não tiveram a chance de dizer adeus, sim eu sei disso e por isso não tenho o direito de chorar por algo que me é sério? tão sério quanto a morte? Faremos o seguinte, mataremos ele, e veremos o que você faz ao ouvir suas musicas, veremos como você reage a tais letras, faremos o seguinte, vamos parar de sermos hipócritas? Por que de tudo o que você diz, sim eu já disso tudo, mesmo assim eu choro.

By: Meg

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Os tais arranha-céu


Estou presa, presa num mundo onde não há muito amor, um lugar aonde não há magia, e as pessoas ainda  chamam esse lugar de casa! 
Existem pessoas boas aqui e pessoas más, dependendo de por onde olho posso ver as estrelas, e minha casa.
Dependendo de onde olho vejo os tais arranha-céus que arranham minha casa.

By: Meg ( há muito tempo atrás)

Frase da noite



Que sentido teria o mar, se não fosse para dar ao olhos, paz?

domingo, 13 de maio de 2012

Quem és tu?

Com esse poema eu ganhei o primeiro lugar no concurso da Anhanguera que estava ocorrendo aqui na minha cidade.



Quem és tu? 


Canto porque o momento existe 

Como existiu a Cecília 

A agradecer-te a existência 

Deste-me a vida e mais do que isso 

Deste-me o viver, 

A cada dia ao ajudar-me 

Nas dores e nas perguntas 

Que me atormentam a alma 



Tu que apesar de me matar 

Aos dizeres-me má, ruim, dissimulada 

Trata-me então com um amor descomunal 

Tu! Que ages como tal que me descreve 

E age mesmo sem perceber, 

Tens no fundo de si algo que me intriga 

Tu ama-mes e eu amo-te, mas 

Quem és tu pessoa, cujo nome 

Aclamo Mãe? 



Megan Monteiro 

Feliz dia das mães

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Minha amiga

228698487296891355zzleaejgc_large


Eu já joguei esse jogo, eu sei quais são as sua regras, sei como você irá jogar e só de imagina eu rio, porque sei que agora posso ganhar. Se fosse só por mim, eu sei que você não se arriscaria a jogar essa sua pobre mão contra todos os meus Ases, mas ela não sabe este jogo, ela nunca jogou, ela nem sequer duvida que você já esteja jogando e que ela é mais uma de suas peças. Eu venho dizendo a ela, tentando ensina-lá, mas acho que vou ter que jogar no lugar da minha linda amiga, pois você não vai querer mexer com a minha irmã, eu posso apostar que você vai se machucar, por que dessa vez eu estou experiente, e você está dentro do meu jogo, enquanto espero pela sua próxima jogada, para dar um xeque mate, dessa vez o jogo é duplo, a única diferença, é que dessa vez você vai perder em dobro, pode esquecer, porque eu não vou deixar você a use, ria dela. Você pode tentar o que quiser, mesmo que eu esteja sozinha contra isso eu sei o que arriscar, pois eu não tenho nada a perder, eu juro que se você fizer a próxima jogada... Se você jogar só o que eu preciso pra acabar com você, você vai se despedaçar em minutos. Ela ainda não sabe jogar, por isso eu vou ajudá-la, só porque você quer jogar com seus amigos, você vai ver que só nós duas contra todos vocês podemos ser mais fatais, eu prometo que se você pisar em falso, nosso jogo estará acabado. Tente e veja o que eu sou capaz por minha amiga, como sou capaz de matar e de morrer, eu posso estar errada em relação a ela, mas só de ver me sobe uma raiva, você provará de um veneno novo, você e seus amiguinhos, provarão do meu veneno.

By: Megan

sábado, 5 de maio de 2012

Tempo



O tempo, a quem tanto já xinguem, com quem tanto já briguei. O tempo a quem realmente devo algum crédito, o tempo que levou os bons momentos, mas que também curou minhas feridas. Me desculpe se contigo brigo tanto, mas sempre fui uma criança mimada, uma menina irritante, que simplesmente só a via as coisas como elas pareciam ser, apesar de sempre tentar enxergar mais longe, como sempre amadurecendo, cresci mais um pouco e talvez esteja deixando de ser essa menina, graças ao tempo...
 O tempo. Nunca gostei dele, pelos motivos aparentes, mas ele... Ele me fez quem sou. Para os amantes o tempo é uma dádiva, para as crianças um nada além da promessa de crescer, para os machucados o tempo é a cura e para todos é uma chance, uma chance de tentar mais uma vez, de rir do que deu muito errado ou  de fazer de novo aquilo que deu certo, bom nem sempre é assim, mas o tempo é uma chance e uma esperança de que os erros cometidos serão modificados, de que ciclos serão quebrados, promessas de que tudo será errado ou que tudo será o certo. O tempo, aquele a quem nunca dei crédito, aquele com que briguei, por retirar-me minhas alegrias e colocou as lembranças no lugar como promessa de melhoras, esse tempo é a única esperança concreta de que as coisas passam, de que as coisas voltam. O tempo é nossas segunda chance e a esperança de algo melhor...

By: Meg

terça-feira, 1 de maio de 2012

Frase da noite


Le véritable amour ne peut pas être mesurée et combien de choses ne se produisent pas pas par hasard; aimeront voulu, l'amour tout simplement patienter ....

(o verdadeiro amor não pode ser medido e como muitas coisas, acontece sem querer; não á amor procurado, á simplesmente o amor, espere....)

By: Meg